Skip to content

Casa da Câmara e Cadeia de Mariana: uma linda obra

28/11/2011

Não tem jeito, quem visita Mariana se encanta com a Praça Minas Gerais que é um dos cartões postais de Minas e que reúne as igrejas do Carmo, de São Francisco, o Pelourinho, e a Casa da Câmara e Cadeia, este último mais um exemplar da rica arquitetura colonial do estado e que junto com as demais obras formam um conjunto único no mundo.

Casa de Câmara e Cadeia é um bel exemplar da arquitetura colonial

Casa de Câmara e Cadeia é um bel exemplar da arquitetura colonial

As Casas da Câmara e Cadeia eram os edifícios no período do Brasil colônia e parte do período imperial onde estavam instaladas os órgãos da administração pública municipal. Abrigava em geral a Câmara Municipal e os órgãos a ela ligadas, como a Câmara dos Vereadores, o juiz de fora, o presidente da Câmara, o procurador, o juiz de Direito e o tribunal, a guarda policial (chamada de “milícia”) e a cadeia pública.

A porta com grades de ferro bruto: cadeia

A porta com grades de ferro bruto: cadeia

Os edifícios da Casa da Câmara e Cadeia ficavam no centro da vila ou cidade, no largo do pelourinho, ou no chamado “rossio”. O prédio continha na maioria das vezes, dois pavimentos, várias salas e um plenário para reuniões dos vereadores e para julgamentos (sempre no segundo andar), sendo que no primeiro pavimento ficava a cadeia e a guarda. Em vários casos, as Casas de Câmara e Cadeia eram a única edificação pública na vila, funcionando assim como símbolo do poder público. Medidas como estas estavam entre as primeiras providências tomadas pela Metrópole para ordenar e regulamentar importantes espaços públicos.

Casa da Câmara e Cadeia: iluminação dá o tom

Casa da Câmara e Cadeia: iluminação dá o tom

Em Mariana a Casa da Câmara e Cadeia é o tipo mais interessante de arte colonial da cidade. Todo de pedra, desde as cimalhas até os portais e vargas em pedra verde claro, com talhas e aplicações artísticas. Encimando o pórtico há um bonito florão, com as armas reais. Foi planejada e executada pelo projetista José Pereira Arouca, construtor de quase toda Mariana. É um prédio de dois pavimentos. Tem aparência de muitas quintas nobres de Portugal, com escadarias externas com parapeitos maciços, com faixas e corrimão em pedra-sabão.

Detalhes da rica arquitetura do prédio

Detalhes da rica arquitetura do prédio

No local funcionou a Casa de Câmara, Casa de audiência, açougue, prisões, passos, capela e hospital. Sua obra iniciou-se em 1768 e só terminou em 1798, quando nele se instalou a Câmara. Nos tempos mais recentes abrigou a cadeia pública, a prefeitura e a câmara de vereadores.

Conheça com a D’Minas Turismo mais este atrativo.

Fonte: Prefeitura de Mariana

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: