Skip to content

Serro guarda atrativos que você precisa conhecer

11/01/2011

A cidade do Serro, próximo de Diamantina, também tem sua história ligada a extração mineral, do ouro e do Diamante, e guarda grandes atrativos peculiares desta bela região da Serra do Espinhaço.

Sede de uma das quatro primeiras comarcas da Capitania das Minas, a antiga Vila do Príncipe do Serro Frio, hoje, cidade do Serro, ainda guarda as características das vilas setecentistas mineiras, o que lhe valeu ser o primeiro município brasileiro a ter seu conjunto arquitetônico e urbanístico tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em abril de 1938. Seu acervo de arquitetura religiosa colonial está entre os mais significativos do Circuito dos Diamantes, pela homogeneidade do conjunto e alto nível de qualidade alcançada na ornamentação interna dos templos, sobretudo no que diz respeito à pintura em perspectiva dos forros.

Ao lado de seu acervo histórico-arquitetônico, representado pelos belos monumentos religiosos e notável conjunto de sobrados, a cidade guarda também outro importante aspecto de sua riqueza cultural do passado: as tradições folclóricas e festas religiosas.

Capela de Santa Rita: cartão postal de Serro

Capela de Santa Rita: cartão postal de Serro

O município do Serro é marcado pelas serras e rios que delineiam sua singular topografia. A área de 1244,1 Km² é cortada longitudinalmente pela Serra do Espinhaço, o que lhe confere um relevo assinalado pelos afloramentos rochosos, onde são comuns os morros parcialmente aplainados, chapadas e “pontões” de quartzito.

O nome Serro vem da palavra indígena Ivituruí, que significa “serro frio”, uma alusão ao clima típico de montanha predominante no município.

Queijo do Serro: patrimônio imaterial do Brasil

Dizer que a culinária de Minas é um atrativo a parte parece ser um clichê, mas determinadas regiões guardam certas periculosidades que atraem muitos turistas. E a região do Serro, além da típica comida mineira, tem um dos melhores queijos de Minas Gerais. A qualidade da receita e forma simples de produção foi reconhecida e tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN como patrimônio cultural imaterial do Brasil.

Queijo do Serro: patrimônio cultural imaterial

Queijo do Serro: patrimônio cultural imaterial

A iguaria atraia turistas que buscam conhecer os seus sabores, sendo o ápice na cidade a tradicional Festa do Queijo que acontece sempre no segundo semestre do ano.

Além dos atrativos históricos culturais a região guarda diversas belezas naturais que fazem deste um passeio cheio de surpresas, vivências e experiências agradáveis. Confira os principais atrativos da cidade:

Atrativos Histórico Culturais

Capela de Santa Rita

Esta obra é provavelmente do século XVIII, mas a arquitetura de seu interior é típica do século XIX, conseqüência das sucessivas reformas por que passou. Localizada em um dos pontos mais altos da cidade, a Capela é o cartão postal do Serro.

Igreja de Nossa Senhora do Carmo
Construída em madeira e barro, possui fachada simples e interior com talha em estilo rococó. Foi consagrada em 1781, mas estima-se que suas obras tenham se iniciado cerca de 20 anos antes pela Ordem Terceira do Carmo.

Chácara do Barão do Serro
Construída na segunda metade do século XIX, pertenceu a José Joaquim Ferreira Rabelo, Barão do Serro.

Igreja do Bom Jesus do Matozinhos
Não se sabe ao certo a data de sua construção. Há registros desta Igreja em documentos de 1785, mas, pelas características da obra, calcula-se que seja da primeira metade do século XVIII. A Igreja é sede da Festa do Divino Espírito Santo, um misto de manifestação religiosa e folclórica.

Museu Casa dos Otoni
Construção do século XVIII, de aparência simples, com linhas arquitetônicas que lembram os velhos solares rurais mineiros. Pertenceu à Manuel Vieira Otoni, antigo oficial da Casa de Fundição da Vila do Príncipe e patriarca da família Otoni – avó de Teófilo Otoni. Hoje, abriga Museu, com peças de imaginária, utensílios e móveis de época.

Igreja de Nossa Senhora da Conceição
Construção do final do século XVIII, ocupa o lugar da primeira capela da antiga Vila do Príncipe, dedicada a Santo Antônio. A capela-mor, embora mais simples, revela influência da Igreja de São Francisco de Assis – Ouro Preto.

Casa de General Carneiro
Casarão do século XVIII, onde nasceu General Antônio Ernesto Gomes Carneiro, conhecido como Herói da Lapa. De estilo colonial e linhas arquitetônicas simples, é cercada e sustentada por um grande muro de pedras.

Casa do Barão de Diamantina
Sobrado construído na segunda metade do século XIX, com fins residenciais. Pertenceu a Francisco José de Vasconcelos Lessa, o Barão de Diamantina. A parte interna sofreu adaptações para adequar o edifício à função de estabelecimento de ensino.

Casa de Pedro Lessa
Uma das construções mais elegantes da cidade, o sobrado é de meados do século XIX. Foi residência do jurista e ministro Pedro Lessa. Seu interior hoje é adaptado para uma pousada.

Sobrado da Prefeitura e Câmara Municipal do Serro
Casarão da segunda metade do século XIX que, segundo tradição local, foi construído para hospedar o imperador D. Pedro II, visita que nunca chegou a acontecer.

Casa de João Pinheiro
Construída em madeira e taipa no século XIII, essa casa de linhas simples com estilo colonial pertenceu à família de João Pinheiro da Silva, que se projetou por sua atuação como político ainda no começo da República, chegando a ser Governador de Minas.

Capela de Nossa Senhora do Rosário
Embora não haja registro de sua inauguração, sabe-se que em 1758 já abrigava as reuniões da Irmandade do Rosário dos Pretos, que existe desde 1728. De fachada e interior simples, a capela é muito prestigiada por sediar a Festa do Rosário, no 1º final de semana de julho.

Capela de São Miguel
Com arquitetura em estilo neogótico do início do século XX, a Capela está situada em ponto elevado da cidade, junto ao velho muro de pedras do cemitério – erguido ainda no século XIX.

Belezas únicas na paisagem de Serro

Belezas únicas na paisagem de Serro

Atrativos Naturais

Cachoeira Carioca
Esta cachoeira fica 26km da cidade, mas de carro dá para chegar bem pertinho. Antes de ir para a cachoeira se informe com os moradores sobre as condições da estrada de acesso.

Cascatinha
É uma queda d’água localizada a mais ou menos 4 Km da cidade, próxima à região da várzea, local de fácil acesso. Chega-se até ela por estrada de asfalto até bem próximo do local, via Diamantina/Serro. Apresenta baixo volume de água, com a presença de quatro pequenas quedas d’água e a formação de uma pequena praia de areia. A água é transparente. A paisagem circundante apresenta árvores de pequeno porte e gramíneas.

Cachoeira do Malheiros
A cachoeira é de aproximadamente 5 metros de altura, sendo utilizada como tobogã. Forma dois poços com grande volume de água. A água é limpa e fria, saindo dentro de algumas pedras ou rochas.

Cachoeira do Moinho de Esteira
Localizada na BR 259 Km 430, a cachoeira tem aproximadamente 200 metros de corredeira, passando por um túnel por debaixo do asfalto, dividindo-se em duas. Apresenta volume de água satisfatório, com poços de até 4 metros de largura, possui 3 pequenas queda. Após o asfalto há dois poços com possibilidade de banhos, onde a água é limpa e fria. É perto da nascente do Rio Jequitinhonha.

Parques:

Parque Estadual do Pico do Itambé
Com Várias espécies de plantas e animais do cerrado, o Parque fica na divisa do Serro, Santo Antônio do Itambé e Capivari. Uma das principais atrações é o Pico do Itambé, o ponto mais elevado da Serra do Espinhaço com 2044m.

Nascente do Rio Jequitinhonha na Pedra Redonda a 10 km do Serro e nascente do Rio do Peixe, no Condado

Fonte: Prefeitura do Serro

Anúncios
8 Comentários leave one →
  1. ODILON SILVA - RJ permalink
    03/02/2011 2:20 am

    EU JÁ FUI EM SERRO, REALMENTE E MUITO LEGAL, VALE A PENA IR LÁ , E COMO VALE.

  2. ODILON SIULVA - RJ permalink
    04/02/2011 2:06 am

    SERRO E UMA VIAGEN E TANTAS, VALEE ESTICAR ATÊ LÁ.

  3. 28/02/2011 3:52 am

    desde quando vi pela primeira vez essa cidade na internet, me encantei, agora o meu sonho é conhecer toda a cidade. E em especial a Capela de Santa Rita *–*

    • dminasturismo permalink*
      07/03/2011 3:29 am

      Olá Kátia,

      Obrigado pela sua visita em nosso blog. Serro é mesmo uma cidade encantadora. Conheça toda a cidade com a D’Minas Turismo.

      Um abraço,

      Equipe D’Minas Turismo

  4. Fátima Lins de Sales permalink
    22/07/2011 7:15 pm

    No alto azul do Espinhaço, cheia de ouro e cristais, qual águia fitando o espaço, Serro de Minas Gerais!!!!!
    Cidade de enorme cultura, e maravilhosas construções.
    vale a pena conferir!
    Fátima Lins

    • dminasturismo permalink*
      24/07/2011 4:51 am

      É verdade Fátima,

      Vale a pena conferir as belezas desta linda cidade.

      Obrigado pela visita.

      Um abraço,

      Equipe D’Minas Turismo

  5. 24/01/2012 6:31 pm

    Terra dos meus pais, de maravilhas naturais. Amo essa cidade.

    • dminasturismo permalink*
      26/01/2012 4:56 pm

      Obrigado pela sua participação Douglas,

      Serro é uma cidade muito especial mesmo. Vale a pena conhecer.

      Um abraço,

      Equipe D’Minas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: